MARIA NILVANIA ARAUJO DUARTE

ACOLHIMENTO NO CENTRO CIRÚRGICO E HUMANIZAÇÃO NA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM.

INTRODUÇÃO: É notório o crescimento acelerado do uso de tecnologias a favor da ciência, nesses tempos modernos ela está ligada a nós enfermeiros, haja vista que não poderia ser diferente nos hospitais e centros cirúrgicos, as vantagens são inúmeras, podemos citar por exemplo que a tecnologia tem tornado o fluxo de trabalho mais rápido e fácil, além da segurança que ela proporciona. Porém o uso dessas tecnologias tem trazido também uma grande preocupação com relação a política de humanização nos centros cirúrgicos, ao mesmo tempo que a tecnologia é favorável e ágil ela torna-se um desafio na processo de humanização, nesse sentido é importante que o enfermeiro além de embasamento científico tenha responsabilidade, habilidade técnica, estabilidade emocional, realizar uma assistência individualizada e acima de tudo praticar a humanização frente a qual¬quer cliente, pois é de competência do enfermeiro proporcionar clareza aliviando dessa forma a ansiedade o me-do e a insegurança do paciente durante todo perioperatório. O motivo pelo qual este tema foi escolhido dar-se pela necessidade de uma equipe de enfermagem humanizada e voltada para o ser humano de forma integral, onde tem como função mostrar para os graduandos a importância de ações que parecem simples, porém que fazem grande diferença para o cliente que se encontra fragilizado fisicamente e emocionalmente. A relevância desse estudo se dá pela importância da formação do enfermeiro para o cuidado humanizado, mostrar para os futuros profissionais a importância de uma comunicação terapêutica e sua aplicabilidade no cotidiano das ações de enfermagem. OBJETIVOS: Identificar fatores positivos da humanização no centro cirúrgico frente a recuperação no perioperatório. METODOLOGIA: Foi rea-lizada pesquisa em artigos bibliográficos usando como palavras chaves: humanização no centro cirúrgico, assistências humanizadas e cliente cirúrgico, onde foi levantado a necessidade de uma enfermagem humanizada a frente aos avanços tecnológicos. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Foi observado na literatura que a humanização no centro cirúrgico contribui de forma direta na recuperação do paciente de modo que ao ser trabalhada irá aliviar a ansiedade, o medo e a insegurança já que o centro cirúrgico é uma unidade complexa, com procedimentos que invadem a privacidade do paciente, por isso a importância de uma sensibilidade maior por parte do profissional, é importante o profissional apresentar-se sempre para o cliente, para que assim possa se estabelecer um vínculo de confiança com o mesmo. Trabalhos multidisplinares com a equipe podem favorecer o processo de humanização, onde essas ações englobam muitas e diversificadas praticas profissionais. CONSIDERAÇÕES FINAIS: É de extrema importância resgatar o respeito, a resiliência para com o próximo, estabelecendo assim um vínculo entre quem cuida e quem é cuida-do, pois humanizar é dar qualidade ao atendimento.

Palavras-chave: Humanização no centro cirúrgico. Assistência humanizada. Cliente cirúrgico.

REFERÊNCIAS

GOMES, Jamille Lopes; ESPÍNDULA, Marislei. A IMPORTÂNCIA DA HUMANIZA-ÇÃO NA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NO: CENTRO CIRÚRGICO: UMA RE-VISÃO DE LITERATURA. 07. 2017. Disponível em: <https://www.nucleodoconhecimento.com.br/saude/enfermagem-no-centro-cirurgico>. Acesso em: 06 set. 2018.

MEDINA, Rosemari Ferigolo; BACKES, Vânia Marli Schubert. A HUMANIZAÇÃO NO CUIDADO: COM O CLIENTE CIRÚRGICO. 2002. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/reben/v55n5/v55n5a07.pdf>. Acesso em: 06 set. 2018.

SALVADOR, Dayane Maria Melo; MARTINS, Simone; LINS, Severina Rodrigues De Oliveira. PAPEL DO ENFERMEIRO NA HUMANIZAÇÃO EM CENTRO CIRÚRGI-CO:: UMA REVISÃO DE LITERATURA. 01. 2017. Disponível em: <https://www.even3.com.br/anais/mpct2017/46697-papel-do-enfermeiro-na-humanizacao-em-centro---cirurgico--uma-revisao-de-literatura>. Acesso em: 06 set. 2018.